Banner Institucional para Web 2019 - 128

© 2014 por SOBRAMID

20.09.2018

Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts em Destaque

Revisão de Literatura e Meta-Análise de Estimulação Elétrica Transcutânea do nervo no tratamento da dor lombar crônica

11.04.2018

Por Dra. Karen Braghiroli, FIPP

 

Revisão de Literatura e Meta-Análise de Estimulação Elétrica Transcutânea do nervo no tratamento da dor lombar crônica

 

Lien-Chen Wu, MD, PhD, Pei-Wei Weng, MD, PhD, Chia-Hsien Chen, MD, PhD, Yi-You Huang, PhD, Yang-Hwei Tsuang, MD, PhD, and Chang-Jung Chiang, MD, PhD

 

Antecedentes e Objetivos: Este estudo é uma meta-análise randomizada de ensaios clínicos controlados comparando a eficácia dos sistemas elétricos deestimulação nervosa transcutânea (TENS) em um controle e a outra terapia de estimulação nervosa (NSTs) para o tratamento da dor lombar critica.

Métodos: As citações foram identificadas no MEDLINE, na Cochrane Library, Google Acadêmico e ClinicalTrials.gov até junho de 2014 usando as seguintes palavras-chave: terapia de estimulação nervosa, estimulação nervosa elétrica transcutânea, dor nas costas, dor crônica. Os tratamentos de controle incluíram sham, placebo ou apenas medicação. Outras NSTs incluíram eletroacupuntura, estimulação nervosa elétrica percutânea e terapia de neuromodulação percutânea.

Resultados: Doze ensaios clínicos randomizados, incluindo 700 pacientes, foram incluídos na análise. A eficácia da TENS foi semelhante à do controle notratamento para alívio da dor (diferença padronizada nas médias [SDM] = −0,20; Intervalo de confiança de 95% [IC], −0,58 a 0,18; P = 0,293). Outros tipos de NSTs foram mais eficazes que o TENS no alívio da dor (SDM = 0,86; IC 95%, 0,15-1,57; P = 0,017). Estimulação nervosa elétrica percutânea foi mais eficaz do que o tratamento controle na melhora incapacidade funcional apenas em pacientes com seguimento inferior a 6 semanas (SDM = -1,24; IC 95%, -1,83 a -0,65; P <0,001). Não houve diferença nos desfechos de incapacidade funcional entre a TENS e outras NSTs.

Conclusões: Os resultados indicaram que o alívio da dor

Não foi diferente entre pacientes tratados com TENS e que outras NSTs não-TENS (por exemplo, PENS, PNT) foram mais eficazes no alívio da dor do que a TENS. No geral, A TENS não proporcionou uma melhora na incapacidade quando comparada com tratamento controle; mas em pacientes acompanhados por menos mais de 6 semanas, a TENS foi mais efetiva que o tratamento controle em melhorar a incapacidade funcional. A diferença na melhoria de incapacidade entre a TENS e outras NSTs não foi conclusiva. Estes resultados sugerem que a TENS não melhora sintomas de dor lombar, mas pode oferecer melhora a curto prazo de incapacidade funcional.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • SOBRAMID